segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Quase um mártir


Cliente VIVO em três linhas, uma pós-paga e duas pré, comecei a receber em duas das linhas torpedos originários do número 49909. Observei na conta da linha pós, quatro cobranças de um tal ClubeZero9 no valor de R$ 4,99 cada uma. Minha esposa, que utiliza uma das linhas pré, reclamou que seus créditos estavam sendo vorazmente consumidos sem utilização proporcional. Em contato com a Central de Atendimento (*8486), descobri que os créditos dela foram “devorados” por dez, repito DEZ, cobranças de R$ 4,99 do tal ClubeZero9.

Segundo a VIVO, o tal “parceiro” ClubeZero9 “vende” aquelas babaquices para adolescente desocupado: toques descolados e wallpapers “da hora” para personalizar o celular.

Coloquei o “vende” entre aspas porque nunca nem eu nem ninguém dos meus adquiriu tal serviço. O simples fato de receber o torpedo, independente de fazer ou não o download, já ensejava as abusivas cobranças.

Em visita ao PROCON local, fui informado que o tal ClubeZero9 já era objeto de centenas de queixas. Se centenas reclamaram, imagino mais centenas de milhares que não o fizeram e estão involuntariamente contribuindo para os ganhos espúrios da duplinha perigosa VIVO/ClubeZero9.

Claro, botei a boca no mundo pelos meus direitos e fui ressarcido da picaretagem.

Dois dias se passaram depois do comunicado de ressarcimento, daquele típico pedido protocolar de desculpas e promessas mil de não reincidência, mas, acreditem!!!, quase zero hora do dia 25 e sou literalmente acordado por quatro torpedos do 49909.

Em estado emocional complicado, a raiva quase me levou a atentar contra minha própria integridade. Minha esposa jogou fora o frasco de veneno e evitou que este blogueiro se tornasse o mártir das vítimas da VIVO.

Brincadeiras de lado, sempre envio minhas reclamações de consumo para o canal institucional da empresa e para “A Cidade é Sua”, a eficaz seção de defesa do consumidor do jornal Folha de S. Paulo. Por razões óbvias, os reclames via jornal são respondidos e solucionados mais rapidamente.

Anote aí:

http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/acidadeesua/

2 comentários:

Marcelo Pirajá Sguassábia disse...

Valeu o alerta, escriba. Espero que se livre definitivamente da praga.

abraços macaúbicos

Anônimo disse...

Pessoal, quem ainda não conseguiu, protocole uma reclamação junto à ANATEL http://www.anatel.gov.br/
Procure os seus direitos.
Quanto mais protocolos de reclamações tiver, mais peso vai ter cada reclamação.
Eu já vou ligar na segunda feira.